PREFEITO DE CAIRU USA FUNCIONÁRIO DA PREFEITURA PARA VENDER MILHO DE SUA PROPRIEDADE, EM HORÁRIO DE EXPEDIENTE

Prefeito Fernando Brito, apesar de usurpar do poder público, ainda leva o nome de “Candinha” da Costa do Dendê, tem como hobby, falar mal das pessoas

Está rolando na internet um vídeo onde um funcionário (com cargo comissionado) da prefeitura de Cairu, sai vendendo milho verde pelas ruas da cidade. Não é nada errado uma pessoa que ocupa um cargo de confiança na prefeitura sair vendendo milho de porta em porta, o que nos deixa arrepiado é saber que o milho que esse cidadão sai de porta em porta vendendo e de propriedade do prefeito Fernando Brito. Agora, pasmem: o funcionário da prefeitura incubido dessa comercialização do milho verde, estava em horário de expediente.

Conhecido como Chico Manga, o cidadão quando vê as pessoas indignadas gravando o ato, não deixa de fazer o gesto dos arrogantes, que estão burlando as leis, e lasca uma banana para quem grava o vídeo.

Vocês notaram o carrão que transporta o milho, deve ser uma Hailux, e já nos disseram que é de propriedade do prefeito Fernando Brito. Não deve estar fácil pra ele, disponibilizar de dois funcionários, sendo um da prefeitura. Na certa não está sendo fácil pagar com o próprio dinheiro.

Nada disso nos surpreende, o que nos deixa revoltados é saber que essas pessoas estão no dia a dia vendo as denúncias de corrupção na mídia, mas nem se assustam com nada disso, acham que essas coisas só pegam para os grandes.

Veja o vídeo abaixo e tire suas conclusões:

Comentários { 0 }

PODER PÚBLICO E EMPRESÁRIOS: QUEBRADO E QUEBRADOS

Depois do insucesso da reunião dos empresários com o prefeito, para debaterem a viabilidade de fazer o São João, eles fazem a foto do desânimo, caracterizando o grupo: “Os Quebrados”

Depois de ter negado o São João ao povo de Valença, alegando falta de recursos, o prefeito Ricardo Moura ainda foi convidado pela Associação Comercial na ânsia de tentar uma saída pra ver se podia viabilizar a festa. Negou de novo.

Depois do trauma com a reunião, a ACE/CDL disse: “não só tivemos o próposito de debater a viabilidade de ornamentação e patrocínio da Festa de São João 2018, mas também de estreitar a relação do prefeito com as entidades comerciais. E aí a reunião ficou só no estreitamento da relação mesmo, podendo até se apaixonarem.

Com certeza, a reunião foi só pra um bate papo e cafezinho com o prefeito, porque Ricardão foi irredutível, “não tem condições e pronto”, disse o prefeito a um empresário.

MUDANDO DE ASSUNTO

Embora eu não tenha nada com isso, mas uma coisa me chamou a atenção na notícia (que eles enviaram à imprensa) da ACE/CDL, porque quem está no poder é uma nova administração e creio que eles se equivocaram quando disseram que “de forma pioneira, a ACE e CDL vão assumir a ornamentação de São João nas ruas do centro da cidade”. Ora, isso nunca foi pioneirismo, já vem acontecendo há muito tempo, da Associação fazer a ornamentação do centro comercial. Será que os novos estão querendo queimar os velhos?

Como vocês podem ver na postagem anterior, a ornamentação de gosto duvidoso por sinal, foi feita pela atual diretoria. Agora, se eles dissessem que o pioneirismo é no estilo brega chinfrim, aí eles estão com a razão.

A verdade é que tem gente muito triste com a falta do São João, pois já estava acostumado a faturar sozinho, aí vem Ricardão e puxa o tapete do coitado. É pra deixar qualquer um se embriagar com seu estoque.

Comentários { 0 }

A ORNAMENTAÇÃO DA ACE/CDL, SÓ NÃO PERDE PARA A ORNAMENTAÇÃO DO BECO DO BIRA, EM TAPEROÁ

Foto: Fabio Penteado

O ornamentação da ACE E CDL, só ganha para a ornamentação do Beco do Bira, em taperoá, mesmo assim porque a rua está esburacada e cheia de lama, lá

Vi uma foto na página de Fábio Penteado, que nele, deu tristeza, e em mim deu fadiga de tanto olhar e não entender. Que coisa mais desagradável essa ornamentação do São João, eu acho o seguinte; se não tem condições de fazer bonito, é melhor não fazer. O que não pode é montar um cacete armado desse, e depois sair dizendo que fez uma ornamentação.

É melhor esclarecer que a prefeitura quando disse que não iria realizar o São João, ela avisou que nada faria, portanto, essa presepada aí, é feita pela ACE/CDL. Felizmente os caras não negam que são quebrados, mesmo.

Comentários { 4 }

“SEMENTES PARA O FUTURO”, UM PROJETO DA SP AMBIENTAL EM PARCERIA COM A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

No dia 06 de junho de 2018, a Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a SP Ambiental, iniciou o projeto de educação ambiental “Sementes do Futuro” (Mobilizadores: Patrícia Lacerda, Ivete Silva de Sousa e Borys). A primeira apresentação foi na creche Arco-Íris (localizada no bairro Baixa Alegre), onde os alunos puderam assistir apresentação teatral, plantar mudas de árvores e depois realizar atividades que visam aprimorar as práticas para a preservação do Meio Ambiente.

O projeto foi idealizado pela SP Ambiental, tendo a criação e coordenação pela  Diretora de Infraestrutura Escolar, Priscila Cardoso, atualmente lotada na Secretaria de Educação, com o apoio do Secretário de Educação, Daniel Reis e a Coordenadora da Educação Infantil, Rita de Cássia.  O mesmo tem o objetivo de Estimular a mudança de práticas e atitudes e a formação de novos hábitos com relação à utilização dos recursos naturais e favorecer a reflexão sobre a responsabilidade ética do ser humano com o próprio planeta como um todo, oferecendo ao professor e aluno um eficiente instrumento para a formação da consciência ambiental.

A escolha de iniciar com a Educação Infantil, parte do princípio que a educação Infantil é o começo da vida escolar de todos, período em que se aprendem a conceitos e valores, os quais são levados para toda vida. É através da curiosidade que a criança desenvolve cada vez mais a capacidade de agir, observar e explorar tudo o que encontra ao seu redor. Por isso, necessita de orientações, para ter uma aprendizagem significativa, que contribua para o seu desenvolvimento cognitivo, afetivo, psicomotor e social.

Nesse contexto, nada mais propício e importante do que iniciar esse trabalho através da inserção da Educação Ambiental no cotidiano de uma escola de Educação Infantil, a fim de que as crianças de hoje possa fazer parte de sociedades mais justas, onde os cidadãos respeitam a si próprios, os seus semelhantes e a todas as formas de vida existentes.

A Educação Ambiental é um processo permanente e contínuo, que não se limita à educação escolar. Contudo, introduzi-la na escola, inclusive na Educação Infantil, é uma das estratégias para o seu desenvolvimento. Além de ser uma importante ferramenta, sua implementação está prevista na Política Nacional da Educação Ambiental, para todos os níveis de ensino, não como disciplina, mas como tema a ser incluído nos diferentes conteúdos programáticos.

Comentários { 0 }

PAULO MARTINS, SECRETÁRIO DE INDUSTRIA E COMÉRCIO, TENTA CRIAR GOVERNO PARALELO

O novo “rei de Valença”, Eduardo da Itaipava, se aliou a Paulo Martins para isolar o prefeito Ricardo Moura

A proposta da realização da festa do São João em Valença pelo comércio e políticos, é oportunismo ou querem criar um governo paralelo?

Ao que parece, existe hoje em Valença uma política do “salve-se quem puder”, senão vejamos: a Câmara de Dirigentes Lojistas de Valença (CDL) e a Associação Comerciais Empresarial (ACE), ambas as entidades dirigidas por Eduardo Dantas Ribeiro e Antônio Jorge Silva Menezes, respectivamente, se abstiveram de patrocinar a Festa de São João 2018 em Valença, que seria realizada pela Prefeitura. Segundo o prefeito Ricardo Moura, durante uma coletiva para a imprensa local, as entidades e o comércio de Valença foram procurados pela Prefeitura, mas alegaram falta de recursos e o agravamento da crise financeira do país para a negativa dos patrocínios. Soma-se a isso a greve dos caminhoneiros e a acentuada queda das receitas da Prefeitura, o que obrigou o cancelamento unilateralmente o evento.

Pois bem! Segundo informações ainda não confirmadas, a CDL e empresas da cidade, com o aval do Secretário de Indústria e Comércio Paulo Martins, resolveu fazer um São João mais modesto, em comparação ao que seria realizado pela Prefeitura. Caso essa proposta se concretize, fica explícito que existe dentro da Prefeitura um racha, isto porque o secretário Paulo Martins foi o principal articulador para captação de patrocínio no São João do ano passado. Segundo informações de bastidores da Prefeitura, Paulo foi sacado das articulações deste ano, ficando a coordenação da festa por conta da Secretaria da Cultura.

Aliados de Moura estão indignados. Falam que a questão é política com a clara intensão de fragilizar a gestão municipal. Dizem também que a CDL e o Comércio de Valença poderiam se juntar ao governo municipal e o governo do estado para propor um Plano B. “Eles são oportunistas”, declarou um aliado do prefeito.

De todas as formas, esse comportamento do “salve-se quem puder” é ruim para todos. Perde o comércio, que vai investir um valor talvez maior que o patrocínio para a Prefeitura, perde a Prefeitura que recua em um evento que vinha crescendo e se consolidando, perde a CDL/ACE e o Comércio que não terão suas marcas expostas em um evento com grandes estrelas como as festas anteriores. (Magno Jouber)

Comentários { 4 }

MARCELO BORGES JOGANDO CONTRA O PRÓPRIO PATRIMÔNIO

A vida de Marcelo é fazer campanha pra Marina Silva

O Secretário, de Meio Ambiente de Valença, Marcelo Borges, passou a jogar contra o próprio patrimônio, ontem falou da SP Ambiental, empresa que faz o recolhimento de lixo da cidade, contratada pela prefeitura da cidade, alegou que a empresa não corresponde com os trabalhos de sua secretaria.

Marcelo que deu uma entrevista na rádio Valença FM, cometeu logo de início uma gafe, quando disse que a empresa recebia mais de R$ 800 mil reais para executar o trabalho de arrecadação de lixo, e quando o deputado Marcos Medrado questionou que seria bem mais de R$ 800 mil, ele recuou e disse que o valor seria em torno de R$ 780 mil. Infelizmente Marcelo deixou uma dúvida no ar, mostrou que não sabe de nada.

As palavras do Secretário parecia mais uma questão pessoal que uma queixa com a SP, pois Marcelo falava que a empresa recebia tanto dinheiro e não resolvia os problemas com sua secretaria.

Eu não sou advogado da SP, não tenho procuração para falar por ela, mas de uma coisa temos certeza, nunca tivemos um trabalho de conscientização e limpeza tão bem elaborado como eles vem fazendo nos últimos dias na cidade.

A mim não importa quanto eles ganham; a quem pertence. Se o valor estiver acima do que deve ser, é um problema do MP com a prefeitura, o importante é a execução séria que a SP faz e a população não tem o que reclamar dos seus trabalhos, a cidade não reclama da coleta, tem um ar de limpeza, quando são solicitados não existe má vontade deles. Então vamos nos conscientizar disso

Agora, que é problema interno, e o senhor Marcelo Borges está querendo botar lenha numa fogueira que não tem nada a ver, isso ele tá.

Com certeza esse é um assunto que deve ser discutido internamente e nunca deve ser levado a público dessa forma irresponsável, porque aí sim, configura um problema particular. E Marcelo, que trabalha mais na campanha de Marina Silva, deve se voltar mais para resolver os problemas de sua pasta na prefeitura de Valença.

Comentários { 7 }

ESCREVENDO COM UM PORTUGUÊS DUVIDOSO, PRESIDENTE DA CÂMARA ESCLARECE SOBRE SÃO JOÃO ANTECIPADO DE SERRA GRANDE

Agora a pouco deparei-me com uma publicação do presidente da Câmara de Vereadores, o senhor Luiz Carlos Muniz, mais conhecido como Luiz do Boi, onde ele expõe um cartaz de convite de São João antecipado em Serra Grande (veja abaixo), na sua página do Facebook.

É de dar dó as cacetadas que o vereador toma dos internautas, muitos falam da vergonha que são as estradas na localidade. Perguntaram se não era melhor fazer as estradas do que fazer a festa, e ele responde numa arrogância que lhe é peculiar “n sei se vc sabe,mais o gasto dessa festa q irei relizar não tem nada a ver com recurso público, e sim dinheiro do meu bolso, para proporcionar para vcs um momento de lazer e diversão”. Não é fácil pra um vereador bancar uma festa, com tanta crise financeira e todos observando o prédio da Câmara que está perto de vir ao chão.

O vereador ainda continua a tentar explicar aos internautas que não é possível fazer as estradas por causa das fortes chuvas que caem na região, mas garante que já fez 50% delas. Fala como se fosse o prefeito.

Num português de dar inveja a Rodrigo Mário ele segue: “não tem como mecher nas estradas, fasso o possível e o impossível para atender a todos”, explica o vereador prefeito.

Estamos aqui pra ver e ouvir essas cargas d´água, não fomos nós que o elegemos? Então…!

 

Comentários { 11 }

MEDRADO REBATE FAKE NEWS

Foto: Fabrício Lemos

Há algum tempo, uma ou duas pessoas aqui na cidade, vem tentando desconstruir a candidatura do deputado Marcos Medrado, mostrando notícias antigas como se fossem atuais, onde jornais tendenciosos da época mostraram denúnciais contra o deputado, mas essas pessoas não mostraram as notícias que contrapõem essas denúncias. A verdade é uma só: enquanto alguns tentam conquistar o voto convencendo ao povo de que sabe trabalhar, outros pensam que a forma de conquistar é difamar o concorrente, usando golpes rasteiros.

Marcos Medrado não tem concorrente na região, é o cara mais leve na disputa para deputado federal, já ganhou a simpatia desse povo, trazendo emendas parlamentares; obras para a cidade, projetos de transformação; e de quebra, ainda dá voz a esse povo, abrindo os microfones da sua emissora de rádio para que todos possam ser ouvidos nos seus reclames, mesmo que seja contra ele, e isso já acontece a mais de 30 anos.

O que não se pode é tentar enganar ao povo mostrando notícias antigas e dizendo que são novas, eu mesmo já me passei diversas vezes com essas notícias, hoje eu tenho o cuidado de olhar a data, e quando a notícia é suspeita eu tento conferir por um site confiável, para não ser pego por esses fake news.

É isso, enquanto uns dizem que vão trazer emendas parlamentares, o deputado Marcos Medrado mostra onde já foram aplicadas as suas, exemplo: a Praça da Triana e a Orla de Valença.

Comentários { 1 }