Archive | novembro, 2010

Estamos convivendo com a indústria da bandidagem, Pr. Josafá

Lendo o ATARDE on Line, me deparei com as declarações do Prefeito de Valença, Ramiro Queiroz dizendo que é estressante governar uma cidade que não tem Royalties e nem Indústrias! Bem sabemos que os recursos de um município, vem de diversas fontes, inclusive das Indústrias instaladas em seu território.
Pergunto então ao Prefeito: Por que não há Indústrias aqui? A razão é simples! Todas as que querem aqui se instalar, são barradas ou impedidas. Qual a razão do senhor prefeito não ter permitido a vinda do Frigorífico pra nossa cidade, quando o Governador Wagner ofereceu recursos e solicitou que fosse feita a contrapartida pelo município, apresentando o terreno, e a proposito (para dá uma desculpa esfarrapada), foi apresentado um terreno em uma APA (Área de Preservação Ambiental?). Fato este que denuncia a falta de interesse pela instalação do tal Frigorífico.
Se de fato quisesse o prefeito as tais Indústrias instaladas aqui, já teríamos dezenas ou centenas, pois, os empresários das Fabricas de Jeans, vieram de Colatina-ES para aqui se instalarem e não receberam a devida atenção na sua gestão anterior. Revoltados, eles saíram e foram se instalar na região do Sisal. Isto sem falar nas outras centenas como a SKINCARIOL, etc.
O que sempre ouvimos do atual prefeito é que se cada fazendeiro empregar dois cidadãos em suas fazendas, o desemprego acabará.
Quem sabe agora com as suas novas fazendas adquiridas para plantação de acácia, esse problema se acabará!?
Hoje estamos convivendo com a indústria da bandidagem que se impõe causando pânico na população.
Que vergonha pra nossa Valença! Até que passe essa geração da velha oligarquia, coitados dos cidadãos de nossa terra, pois, quatro anos é uma eternidade.
“Vem, vamos embora que esperar não é saber. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

Pr. Josafá Souza Costa (Igreja Lírio dos Vales)

Comentários { 8 }

Náutica impulsiona economia do Baixo Sul da Bahia

A promessa de aquecimento da economia baiana com investimentos no setor industrial, turístico, e de serviços estará na pauta das discussões do 1º Fórum Náutico Internacional de Cairu. O evento vai reunir nesta sexta-feira (26) e sábado (27), na Fazenda Caeira, em Morro de São Paulo, empresário do setor turístico, da náutica, especialistas da área, agentes públicos e investidores estrangeiros.
O centro dos debates estará em torno das medidas que os governos federal e estadual devem tomar nos próximos dias para incentivar e implementar ações que desenvolvam o setor. A Bahia foi escolhida pelo Ministério do Turismo (MTur) para aplicação do Plano Piloto do Turismo Náutico do Brasil. Depois da Baia de Todos os Santos, o Arquipélago de Tinharé é um dos principais focos do programa.
Recentemente o governo do estado divulgou a isenção total do ICMS na produção de embarcações de recreio ou esporte e redução da carga tributária para 7% na comercialização desses mesmos tipos de embarcações produzidas em território baiano.
O encontro promovido pela Prefeitura Municipal de Cairu tem como objetivo de transformar o Baixo Sul na porta de entrada do turismo náutico do Brasil. Além disso, o evento busca fomentar a cadeia produtiva da indústria náutica na região e qualificar a mão de obra necessária para trabalhar neste segmento.
“Queremos navegar neste mar de negócios que podem ser potencializados com o desenvolvimento da náutica”, afirma Hildécio Meireles, prefeito de Cairu. “Este é um grande filão de mercado. O público é exigente e costuma gastar seis vezes mais do que o turista convencional”, destaca.
Para o gestor, é necessário estruturar os destinos, melhorar a infraestrutura, com instalação de marinas e atracadouros, agencias receptivas, restaurantes e hotéis especializados, tudo voltado para atender o público do turismo ou dos esportes náuticos.
Cairu é o único município arquipélago do Brasil. É composto por 26 ilhas, e possui recursos naturais abundantes para o desenvolvimento diferenciado do turismo e da indústria náutica. O município possui mais de 100 km de praia com condições favoráveis para prática das prática de esportes e turismo náutico.
Presenças confirmadas
O evento terá a participação de aproximadamente 150 convidados. Estão confirmadas as presenças de Antonio Carlos Tramm, secretário de Turismo do governo da Bahia, Roberto Benjamin, secretário extraordinário da Indústria Naval e Portuária e Walter Garcia, consultor náutico do Ministério do Turismo.
Dominique Morvant, representante do Departamento de Charente Maritime, do governo francês, e Chistophe Vieux, representante da Grand Pavois, além dos investidores espanhóis Ivan Arias e David Caso, das Ilhas Baleares e Eric Drogerys proprietário de uma base de charter em Ibiza, além do brasileiro Ernani Paciornik, presidente editor da Revista Náutica, uma das publicações mais importantes do país também confirmaram presença.
A Secretaria de Patrimônio da União, o Desenbahia, a Caixa Econômica Federal, o Sebrae, o Yacht Clube da Bahia, o Clube de Velas do Morro de São Paulo, a Bahia Marina e a Petrobras, também estarão entre os participantes. Mais informações e inscrições através do sitewww.nauticacairu.com.br, ou através do perfil no Twitter @forumnautico.

Jamille Soares
Assessora de comunicação/PMC

Comentários { 10 }

DESCULPA DE MAL ADMINISTRADOR É FALTA DE ROYALTIES

Todo prefeito poderia ter um Hildécio Meireles (prefeito de Cairu) para poder administrar bem o seu município. O prefeito Ramiro Campelo demitiu quase 200 funcionários para conseguir pagar o décimo terceiro e acertar débitos referente a R$ 800 mil, conforme informações de A Tarde on line. Não acredito que deveria demitir esses quase 200 funcionários só para cobrir débitos. Se Valença tivesse a receita duas vezes maior do que tem, também não daria.

Agora a incompetência bate às portas da prefeitura de Valença, que hoje não tem um secretário. Um prefeito que tinha como slogan de campanha: “Mutirão por mais emprego”, demite funcionários da própria prefeitura!

Vá a Cairu, senhor prefeito, tenha humildade e peça ao prefeito de lá para ensinar como se administra, a única coisa que o senhor aprendeu na política foi perseguir pessoas. Assim como na Graça, perto do antigo Hiper Monteiro, onde o senhor calçou uma rua e deixou um pedaço sem fazer só porque um cidadão que não votou no senhor na eleição passada tem negócio ali perto. Relembrando também o caso do vendedor de churrasquinho, da Praça da República, que a pedido de um eleitor seu o senhor mandou retirar o cidadão de lá.

Agora diz: “É muito estressante hoje estar prefeito numa cidade que não tenha royalties ou indústria de peso. Fora isso, todos os municípios são penalizados”. Não se preocupe, que em 2012 passaremos o estresse para Ricardo Moura.

Comentários { 33 }

PERSEGUIA O PREFEITO E HOJE PERSEGUE PARA O PREFEITO

Quem está com a moral toda com o prefeito Ramiro Campelo é o “fiscal Geral”, como ele mesmo diz, Raimundo Vieira. Que no passado perseguia o prefeito com um processo político e agora virou perseguidor oficial do prefeito. Andou fazendo um comentário aqui no blog me ofendendo e eu já pedi para ele mandar por escrito e assinado que eu publicaria, como até agora ele não mandou, o comentário ficará retido.

Raimundo Vieira é aquele presidente do PPS que disse que Ramiro não tomaria posse porque ele estava movendo um processo contra o prefeito. Ramiro acabou tomando posse, mas o processo continuava na justiça.

Quando ele freqüentava aqui a nossa sorveteria andou dizendo que o assessor jurídico da prefeitura procurava ele com dinheiro para retirar o processo que movia contra o prefeito Ramiro e que o dinheiro era a mando do próprio. Se não me engano ele falava em 50 mil reais.

No fim o processo acabou sendo julgado pelo TSE e Ramiro continua prefeito, sem nada ter dado a Raimundo Vieira, o que configura uma mentira o que ele dizia de que alguém queria lhe subornar. Hoje é um fiscal de Ramiro na prefeitura e recebe para perseguir pessoas que trabalham honestamente. Será um eterno perseguidor.

Comentários { 3 }

RAMIRO PERSEGUE VENDEDOR DE CHURRASQUIINHO A PEDIDO DE ELEITOR SEU

CHACAL O prefeito Ramiro, a pedido de um eleitor seu, mandou retirar um carrinho de churrasquinho da Praça da República. O cidadão estava trabalhando para sustentar a família e agora se viu diante de uma situação difícil, sem emprego e sem poder trabalhar.

O mais interessante de tudo isso é que o prefeito atendeu a exigência de um eleitor seu que enciumado com o grande negócio que o cidadão estava fazendo não suportou ver o moço ganhar dinheiro. E olha que em nada o churrasqueiro atrapalhava ele.

A verdade é o seguinte: não estamos ainda nas eleições, portanto o senhor Ramiro ainda vai cometer muitas atrocidades até lá. 

Comentários { 11 }

DE: XIKITITA PARA: FRED

 

Comentários { 20 }

QUEREM A CABEÇA DE IONÁ A TODO CUSTO

IONÁ Camamu viverá no dia 30 de novembro mais uma parte da sua história, quando será feita a eleição para presidente da Câmara Municipal de Vereadores. Esse novo mandato do próximo presidente não terá mais a preferência da prefeita Ioná Queiroz, que foi cassada pelo TRE Baiano e governa com liminar.

Os vereadores estão decididos a cassar a prefeita, através da Câmara Municipal também, já que, ela agora, não tem mais a maioria dos vereadores. O quadro no momento está definido assim, oposição: Anilson, Zeca do Bar, Edmael Chinelis, Nado e Otinho. A situação fica com: a presidente Joelma, Washington, Enoc e Reuter. Diante desse quadro, temos a certeza que a presidente não mais se reelegerá e a maioria que agora é oposição, irão desencadear o processo de cassação da prefeita Ioná Queiroz.

Na segunda feira (22), os vereadores convocaram a população através de carros de som na cidade para participarem da sessão na Câmara e reforçarem assim o processo de cassação da prefeita.

Ouvi recentemente um burburinho que o pessoal da estadual estão querendo expulsá-la do partido. Acredito que esse será o fim político de Ioná Queiroz.

Comentários { 134 }

A VIOLÊNCIA NOSSA DE CADA DIA

violência O assunto que mais tem chamado a atenção dos baianos nesses últimos dias, são os casos de violência seguidos de crueldade, como o que aconteceu com as duas garotas em Salvador que foram decapitadas. Logo em seguida do garoto capoeirista que foi atingido e morto por bala perdida e sequer recebeu socorro da polícia quando foi solicitado.

É preciso que se cometa barbáries contra as vítimas para chamar a atenção das autoridades, porque não foram só essas três crianças que morreram, muitos inocentes morrem todos os dias, não se vê a polícia investigar um crime sequer. Tem muitos bandidos matando toda hora, acredito que deve ter bandidos que carregam centenas de crimes nas costas e estão soltos por aí.

O caso do garoto capoeirista é mais um episódio que chama a atenção da imprensa e autoridades por que ele participou de uma propaganda do governo que veiculou na televisão. Porque se não fosse isso estaria fora do contexto, já teriam enterrado, sem criar repercussão, assim como fizeram com o aposentado Hermes aqui em Valença, onde dizem que o criminoso anda desfilando por aí como se nada tivesse acontecido.

A duas garotas que foram mortas, não teria repercussão não fosse a barbárie cometida. Quantos jovens e adultos são mortos todos os dias por futilidades? Aqui na Bahia é só passar atirar e ir embora. A desculpa do governo é o “crack”, sempre falam que a pessoa morreu por que está envolvida com a droga.

Quantos já morreram por simples questões de discursão? Antigamente brigavam no tapa, paravam na delegacia como briga de vizinho. hoje se elimina o problema com um simples tiro. A discussão deu lugar ao ódio, matar é besteira aqui na Bahia, basta ter raiva da pessoa, pegar um revolver e dá um tiro e pronto, depois vem os órgãos competentes e dizem que foi o crack.

Chega, basta! Onde vamos parar com tudo isso? Tenho o direito de dizer que o sangue ruim desses governantes de hoje é que estão acabando com a Bahia, com o Brasil. Nunca antes foi assim, jamais pensei que tivesse que viver desse jeito, dominado pelo medo. Todos os dias tem muitos crimes, não se vê uma autoridade dizer que vai tentar solucionar o problema da violência, ninguém vai a televisão dizer que vão tentar amenizar, todos os dias são pais, filhos, parentes chorando a dor de ter perdido um ente querido. E eles nem aí.

A prisão dos envolvidos nos crimes das duas garotas não vai solucionar o problema da violência, a pena que se aplicará contra os policiais que deixaram de dar socorro ao garoto capoeirista não vai acabar com os maus policiais. É preciso que se tome uma posição enérgica, precisa-se de pessoas competentes, que tenha conhecimentos de como combater a violência, não precisamos de secretários só para ocupar cargos como compadres.

Precisamos colocar nossos filhos ocupados mais tempo nas escolas, acabaram com o trabalho infantil, mas não deram atividades as nossas crianças, deixando-os soltos para serem presas fáceis de traficantes e mentes vagas. É preciso que se crie uma política de combate a violência de forma eficaz, sem precisar esperar melhorar com o tempo, mas mudando de forma radical.

Eu também sou culpado de tudo isso, passei o resto da minha vida achando que esses homens que hoje estão no poder fossem a solução do país, enganei-me, eles são a solução  para a I-N-C-O-M-P-E-T-Ê-N-C-I-A.

Comentários { 3 }