“OFICINA” DE ESPERTOS.

Meus amigos diante de tamanha crise financeira que o planeta vive, ainda tem pessoas arrogantes que nem imaginam o tamanho do problema que estamos enfrentando.

Hoje liguei pro Colégio Oficina em Salvador no intuito de matricular minha filha num cursinho pré versatibular, onde eles cobram o absurdo de R$ 612,00 reais por mês, ainda que aceitemos os valores vem as imposições; temos que dar cheques pré-datados de todas as parcelas.

O que me chamou a atenção de tudo isso é o seguinte: liguei para o colégio, quem me atendeu foi um fucionário da secretaria de pré vestibular, questionei sobre os cheques pré datados e disse-lhe que não poderia dar os supostos cheques, ao que ele me respondeu: “Não tem problema, só que aqui não estuda”. Perguntei-lhe o nome, e ele retrucou: ” Porque o senhor quer saber o meu nome”? E eu disse-lhe: que preciso saber com quem estou falando, porque esse tipo de atendimento não é postura de uma empresa que cobra R$612,00 por mês de um aluno em cursinho pré vestibular. Ele me disse que se chamava Antonio Nascimento, perguntei o nome do diretor da escola e ele disse-me que era um tal de senhor Marcos Rocha.

Senhor Antonio, quem tem medo de  se identificar onde trabalha é porque não confia na empresa, sabe que algo errado pode estar praticando. Saiba que sua empresa está usando de uma prática abusiva, se  não sabe, isto no Brasil chama-se contravenção, imagina o senhor se vou colocar um filho meu pra estudar numa escola que usa de meios ilegais pra se manter? É isto que o senhor quer que ele aprenda? Fale com o seu diretor pra tomar vergonha na cara, e já que ele é tão esperto, que use a sua esperteza em benefício também dos funcionários, onde ele mesmo pode dar um salário digno aos senhores, para que voces possam se identificar sem medo e sem culpa.

Consegui matricular a minha filha no “Módulo” por R$ 585,00 e sem exigências de cheques.

A gente sempre acaba encontrando quem nos respeita.

15 Respostas para “OFICINA” DE ESPERTOS.

  1. Mille fevereiro 2, 2009 às 5:08 pm #

    Pelegrini,

    Magali, uma das donas do Oficina foi professora de minha mãe no Vieira e recentemente nos encontramos com ela. Acredito que Magali é ainda uma das donas, pois ela está com um curso/escola OFICINA em Conquista. Vou providenciar enviar-lhe seu post e pedir a ela uma explicação.

    Realmente, é um absurdo esse procedimento… Absurdo, ilegal e muito pouco educado, já que estamos falando de uma instituição de ensino… Sem falar na forma de atendimento, essa foi mesmo grosseira e BURRA!

  2. Mariana fevereiro 2, 2009 às 6:54 pm #

    Verdade, muito me admiro o Oficina.. uma instituição tão respeitada e conceituada pelos alunos nos causar um transtorno como esse!
    Acreditava que o curso tinha credibilidade por se tratar de uma das instituições mais caras de Salvador e mais bem falada por todos que querem ingressar em uma Universidade Pública ou Particular!

    Eu e meu Pai procuramos o Oficina justamente porque sabiamos do seu potencial em oferecer bom ensino, mas do que adianta ter boa instrução e uma péssima postura de atendimento?

    Sinceramente estou decepcionada, mas eu me conformo porque tenho certeza de que o Curso Módulo não tem nada a desejar.. também acredito no seu potencial e bom conceito de ensino!

    Estou em um bom lugar!

  3. Carlos Leite fevereiro 2, 2009 às 11:45 pm #

    Sr. Pelegrini, quando o senhor falou em arrogância, pesquisei no google essa palavra e encontrei esse texto de um moço chamado Agnaldo Pila, por incrivel que pareça tem muito a ver com esse pessoal do “Oficina”.

    ARROGÂNCIA

    Acima da capacidade intelectual e profissional, está a capacidade de reconhecer que nenhuma verdade é absoluta. Ter a humildade em admitir o próprio erro, mesmo que isto represente situação adversa, é digno e nos aproxima das outras pessoas. O segredo do sucesso, começa por ser querido por todos. A chance de obter sucesso é inversamente proporcional ao número de inimigos que você cria. Ter autoconfiança, sim. Ser arrogante, JAMAIS. Não confunda arrogância com coragem, ousadia liderança ou segurança.

    Os arrogantes colecionam fracassos (nem sempre financeiros), mas todos sempre são justificados e cada justificativa incabível, gera outro fracasso e o ciclo nunca é interrompido.

    O arrogante tem características facilmente notadas:

    ü Jamais se considera arrogante. Em sua opinião, ele apenas defende suas posições e princípios

    ü Quando fracassa, a culpa é dos outros ou a sorte não o acompanhou

    ü Cobiça o sucesso dos outros, mas é claro que não assume isso, “afinal ele é a personificação do sucesso”

    ü Quando reconhece um erro, o que é muito raro, justifica-o mentindo ou omitindo detalhes

    ü Exige ser ouvido, mas não dá ouvidos à ninguém

    ü Quando solicita opinião, é apenas um meio de autoafirmação. Seu desejo é ser aprovado, caso contrário desconsidera a opinião dada

    ü Humilha e destrata quem o desagrada ou tem opinião diferente da sua

    ü Acha que tem controle sobre tudo, inclusive sobre as pessoas

    ü Tem solução para os problemas alheios, mas jamais consegue resolver os seus

    ü A sua palavra obrigatoriamente prevalece sobre qualquer outra

    ü Sempre enaltece suas supostas qualidades

    ü No auge de sua falsa modéstia, diz que seu maior “defeito” é ser perfeccionista

    ü Critica à todos, porém desconhece o que seja autocrítica

    ü É egoísta, mas exige solidariedade das pessoas

    ü É mentiroso e acredita na própria mentira

    ü Não é respeitado e sim, temido

    ü Dificilmente agradece por um favor recebido, pois jamais reconhece que o recebeu

    ü Se considera o melhor amigo, o melhor conselheiro, o melhor filho, o melhor pai, o melhor marido, o melhor amante, o melhor profissional, o melhor sujeito e por isso raramente muda de atitude

    ü Passa a vida pensando que é querido por todos, quando na verdade é odiado por muitos

    ü Muitas vezes, tem uma vida infeliz ou medíocre, se achando a pessoa mais feliz do mundo

    ü O arrogante termina a vida se arrependendo tarde demais por tudo o que causou aos outros e à si mesmo

    As vezes, agindo com a arrogância, algumas pessoas conseguem o que querem à curto prazo, mas a longo prazo perdem o que há de mais precioso na vida: a amizade, o respeito e o carinho das demais pessoas. O indivíduo “tem tudo na vida”, mas não se sente feliz.

    O arrogante é cercado por uma nuvem negra de problemas que afeta todos aqueles que por uma infelicidade, estão ao seu lado. Distancie-se dele !

    “As pessoas de grande arrogância não possuem integridade, vacilando e mudando de opinião conforme a situação.

    Fazem guerra, matam, roubam, enganam e se justificam inventando um motivo nobre.

    Agem com arrogância os que ensinam aos outros o que eles próprios desconhecem. Quem não sabe para si, não ponha escola.”

    O arrogante certamente considerará este texto, como sendo arrogância de quem o escreveu ou simplesmente continuará justificando seus atos e tentando mostrar qualidades onde não existe.

    Agnaldo Pila.

    extraido do site http://www.avt.com.br

  4. Alex Paixão fevereiro 3, 2009 às 12:16 am #

    Isto é o que dá ver a educação como açougue aonde os alunos são bois para o abate. Admira-me, que na Universidade esses mesmos que cobram do governo, que culpam o sistema e que pregam a emancipação das massas, são os mesmos que limitam o acesso à educação, que cobram absurdos para revisar conteúdos de uma vida… porque cursinho não ensina nada. Só revisa. As vezes, quando vejo essas coisas sinto falta da ditadura… Será que esse povo só aprende quando o governo sequestra seus bens?

  5. Claudia Castro fevereiro 3, 2009 às 12:57 pm #

    O ensino no Brasil vive muito de máscara, quem falou que o Oficina é a melhor escola de Salvador? Vontade eles tinham, o que aconteceu foi uma propaganda enganosa, e nisso eles se pegaram e começaram a cobrar alto, por isso muitos pensam que a escola é boa.

    Engano queridinho, vontade eles tem de ser os melhores, começa pelo atendimento, viu ai o que aconteceu?

  6. Antonio Brito fevereiro 3, 2009 às 1:38 pm #

    É triste ver um jovem como voce Alex fala que sente falta da ditadura militar, voce não imagina o que é viver nos anos de chumbo deste pais, nos anos mais negros que esta naçao ja viveu entre os anos de 68 a 72! eu era um jovem estudante de historia na universidade federal da Bahia, e como foi duro aquela epoça. fui preso e fique 43 dias vivendo sobre tortura no quarteo da 6º região militar da mouraria no bairro de nazare – Salvador.

    Então meu jovem, não venha me fala que sente falta daquilo que voce não viveu. Procure ler estes dois livros que retrata o que estou falando, são eles: “o que é isso companheiro” de fernando gabeira e “68 o ano que não terminou”.

  7. Lina fevereiro 3, 2009 às 6:04 pm #

    O site do Oficina está fora do ar… Assim que voltar, entrarei no “fale conosco” e vou denunciar esse absurdo!

    Penso que os cursinhos preparatórios existem pq a escola não dá régua e compasso para o estudande seguir caminhando, depois que sair dela, ou seja, estudar pela vida afora!

  8. pelegrini fevereiro 3, 2009 às 7:43 pm #

    Lina querida, o seu comentário foi o de numero 2.000 fico feliz que tenha sido feito por voce, tinha que ser um de voces. obrigado.

    Plegrini.

  9. Nana fevereiro 3, 2009 às 8:09 pm #

    Pelegrini,

    Seu blog já tem 2.000 comentários? Parabéns! E pensar que só está começando… Não tenho dúvida, daí sairá um jornal representando os anseios, as inquietações e as informações do Baixo Sul!

    Essa postura do OFICINA é “um horror”… Tanto por tratar-se de uma instituição educacional, tanto por ser uma empresa prestadora de serviço… Exigir cheques pre-datados e ainda responder com essa grosseria? Gostaria de saber qual o treinamento que esse cara recebeu… Gostaria também de saber onde estão os discursos sobre respeito e cidadania de Magali e Márcia Kalid, donas do OFICINA.

    É isso ai meu amigo, bota a boca no trombone e mais uma vez, parabéns pelo sucesso do blog e de seus textos, cada vez melhores!

    Nana

  10. Oliveira fevereiro 4, 2009 às 3:42 am #

    Terrível a postura do OFICINA e a de Alex Paixão em ter saudade dos tempos da ditadura… Que sua voz não faça coro na UNEB. Estudantes que estudam a História do Brasil sabem o quanto foi dolorosa essa página.

  11. Marcinha fevereiro 4, 2009 às 6:06 am #

    Alex Paixão, vc sabia que foi justamente na época da ditadura militar que as escolas públicas foram sucateadas? O melhor colégio de Salvador era o Colégio da Bahia, referência de excelente ensino e hj o que é o Central?

  12. Mário fevereiro 4, 2009 às 6:11 am #

    Saudade da ditadura militar? Deve ser uma daquelas observações(piadas) sem o menor nexo (graça) que Alex Paixão dispara… Reveja seus conceitos!

  13. Mille fevereiro 4, 2009 às 6:29 am #

    Alex Paixão, vc é um educador… Por favor, não diga que tem saudade da ditadura militar! Vai que seus educandos acreditam? Já pensou o problemão que vc arranja? Pra eles e pra nós, que somos íntegros e seres pensantes, com poder de análise… Pra o PT também é péssimo, pois vc milita é um militante que blasfema que tem saudade da ditadura militar é a mesma coisa que dizer que um dia votou em Ramiro ou Cláudio!

  14. Alex Paixão fevereiro 4, 2009 às 12:41 pm #

    zzzzzzz… Vocês conhecem expressões metafóricas? É claro que ninguém quer a volta da ditadura, nem eu, mas o que eu quis dizer é que só quando o governo agir com medidas mais duras “$$$$$” contra esses grandes exploradores, talvez mudasse a situação, mas quem tem dinheiro e pode pagar… que pague…me desculpem os ofendidos, se expressei-me mal.

  15. Lúcio Cardoso fevereiro 4, 2009 às 3:06 pm #

    Não posso falar do período de ditadura militar no Brasil com muito conhecimento de causa, pois era muito novo para compreender o que se passava.

    Mas algumas coisas posso tentar analisar:

    Lembro-me de excelentes escolas públicas, com nível igual ou superior às particulares. A escola pública de hoje… só a misericórdia!!

    De maneira nenhuma os militares foram tão corruptos quanto os nossos “representantes” atuais, eleitos “democraticamente”.

    Ditadura por ditadura, continuamos vivendo nela. Vá nascer no Brasil sem respaldo financeiro pra ver!

    Os “grandes revolucionários” da época, Zé Dirceu, Genoíno e Cia Ltda., já mostraram o que são.

    Infelizmente, muitos inocentes foram perseguidos, torturados e mortos pelo poder dominante. E hoje? Isso não acontece não?!?!?!

    Por essas e por outras, sei lá!

    Talvez prefira o Geisel do que o lulinha paz e amor.

    Abraços.

Deixe uma resposta