Archive | Política RSS feed for this section

O SÍMBOLO DA POBREZA

faixas e tratores 022

O símbolo da pobreza ou da economia para sobrar? Essas coisas não dão para engolir. como pode uma cidade como Valença que recebe centenas de pessoas por dia, sem contar as que passam, tem como demarcação de pista uns pneus velhos, que eles próprios nos fiscalizam, pedindo para jogar fora e evitar focos da dengue? Utilizam no centro da cidade como baliza… Vai ser pobre de espírito assim lá na China!

Precisamos economizar é nas retiradas do cofre!

Comentários { 3 }

Trio de adolescentes assume comando do tráfico em Vitória da Conquista

image

Os adolescentes “Bibiu”, 14, “Zoi”, 13,  e “Pula”, 12, são os novos “comandantes” do tráfico na periferia de Vitória da Conquista, distante 509 km de Salvador, com a saída de circulação de “Jararaca”, 17.

Apontado como líder de uma facção criminosa no Alto da Conquista, com quatro passagens pela polícia e respondendo a nove inquéritos por roubo, tráfico de drogas, homicídios e tentativas de assassinato, o adolescente se apresentou à Justiça na noite de segunda-feira, 1º, pondo fim a uma caçada humana que resultou em mais de 20 mortes.

Ele foi apreendido e encaminhando ao Centro de Atendimento Socioeducativo, em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador, onde está desde as primeiras horas dessa quarta-feira, 3, sob acusação de matar a tiros o soldado PM Marcelo Márcio, 32, na noite do dia 28.

Buscas – As buscas pelo acusado e seu bando também resultaram no seqüestro de quatro adolescentes, sendo que três continuam desaparecidos e um, Ozéias Belas de Oliveira, 15, foi encontrado morto a tiros. Com “Jararaca” fora de circulação, a população dos bairros que viviam sob o signo do medo garante que a paz voltou a imperar.

“Graças a Deus que ficamos livres dele, mas a polícia precisa saber que existem outros tão ruins quanto esse menino e que precisam ser presos (sic) também”, desabafou uma moradora. “Confiamos em Deus e na Caesg (Companhia de Ações Especiais e Gerais) que é quem tem nos dado segurança aqui no morro”.

Por conta da onda de violência em Conquista, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público Estadual (MPE) e da Defensoria Pública encaminharam ao comando do Policiamento Regional Sul quatro pedidos de apuração contra suposta intimidação a integrantes dessas instituições.

Os procuradores da República, Mário Alves Medeiros e Danilo Pinheiro Dias, publicaram portaria para apurar os fatos por meio de inquérito civil público, a fim de “verificar a legalidade de ações policiais e eventuais abusos e desrespeito a direitos humanos”.

Medeiros e Dias disseram que vão aguardar a manifestação das autoridades estaduais “para avaliar a necessidade de solicitar ao Procurador-Geral da República que promova a federalização das apurações”.

Fonte: A Tarde on line.

Comentários { 2 }

OS TRATORES DA PREFEITURA

faixas e tratores 015

Os tratores da prefeitura estão incomodando mesmo! Passei ali naquela rua em frente a Receita Estadual e tinha um deles retirando lixo, na mesma hora ia passando um caminhão e foi uma dificuldade danada para o motorista passar, porque eles quando estacionam tem dificuldades para manobrar, só depois que executam o serviço para sair.

Voltamos ao “Jurassic Park”.

Comentários { 1 }

PROIBIÇÃO DE FAIXAS: NEM MESMO A CÂMARA QUE CRIOU A LEI RESPEITA

faixas e tratores 013

De novo, estão poluindo o visual de Valença. A lei de autoria do ex-vereador Genésio e aprovada pela Câmara de Valença estão desrespeitando. Infelizmente a começar pelo próprio Poder Legislativo.

faixas e tratores 009

Passei em frente à Câmara de Vereadores e vi uma faixa colocada pela própria Câmara, ali na praça que ficam os táxis. Mais adiante na Ponte Luis Eduardo outra faixa também de autoria da Câmara.

faixas e tratores 001

Na porta da escola Advento de propriedade do Senhor Renato (Baratão São Paulo), mais uma.

faixas e tratores 006

Em frente a Casa de Embalagens uma do Governo do Estado.

Se os próprios que criam a lei desobedecem, como vamos cobrar dos outros?

Comentários { 8 }

ENTRE UM PICOLÉ E OUTRO

NA POPA DE RAMIRO

Ontem na reabertura dos trabalhos da Câmara de Vereadores o vereador Jorge Góes declarou que gosta muito de Ramiro, disse que Ramiro é bonzinho porque deu a sua lancha de motor de popa para ele passear. O vereador quase chora no momento.

QUE SACO!

O vereador Bertolino de Jesus fez uma declaração sobre o Guaibim, disse que nunca, nem na época de Góes Telles o povoado viu tantas obras e tanta beleza por lá. E que agora nós podemos dizer que temos praia.

NÃO EXISTE, MAS AGRADECE

O vereador Gama agradeceu ao gestor pelas estradas do Gereba.

É MUITO CARO!

Já o vereador Jairo disse que o prefeito deveria dar transparência as contas da prefeitura, que ele divulgasse na internet para que todas as pessoas vejam. Ramiro chamou Jairo à parte e perguntou como era para fazer isso e se tinha custo, e Jairo respondeu que deveria contratar pessoas para executar o trabalho e disse que tem custos sim. Ramiro disse que então não iria fazer por causa dos custos.

É CATÓLICO, MAS MANDA FLORES PARA IEMANJÁ

Ramiro falou no rádio que sua religião é o catolicismo, mas que gosta de Iemanjá. Será que ela aprova as atitudes dele?

ANIVERSÁRIO DO POSTE

Estamos programando o aniversário da falta de luz no poste que fica em frente a sorveteria e por ironia do destino em frente a empresa (i)responsável pelo serviço, mandamos fazer um bolo e estamos pensando em convidar o prefeito para cantar os parabéns.

BURACOS QUE GERAM EMPREGOS

O prefeito falou no dia que sancionou a lei dos moto taxisistas, que os buracos geram emprego, se não fossem os malditos não teriam oficinas para consertar as motocicletas que quebram neles.

SKIMÓ

skimó 004

Coco com cobertura de chocolate.

Comentários { 9 }

“DIA DE FESTA NO MAR”

image

Nossa homenagem a Rainha do mar!

Comentários { 32 }

PORQUE A UFRB NÃO VEIO PARA VALENÇA

Por Lucas Santos Café*

Sou estudante do 8° semestre do curso de História da UFRB/CAHL, e gostaria de tecer algumas contribuições sobre a problemática que envolve a vinda da UFRB para a cidade Valença, cidade em que nasci em 2 de maio de 1987, e onde residi até outubro de 2006 quando fui para Cachoeira.
A primeira querela que gostaria de abordar, é na essência, a própria discussão sobre a temática na cidade de Valença. Fico radiante em saber, que existem pessoas que estão dispostas a lutar pela implantação da UFRB na cidade nunca vencida. Aponto esta questão, pois no ano de 2007, quando era membro atuante do movimento estudantil da UFRB, principalmente do CAHL, realizei um trabalho de militância na busca de apoio para a construção do campus da UFRB em nossa cidade.
Junto com Sérgio Augusto Mascarenhas Martins, que na época chefiava a cátedra de políticas afirmativas e assuntos estudantis do C.D.E. da UFRB, visitamos várias escolas e instituições em nossa cidade em busca de apoio. Em todos os locais que visitamos fomos bem recebidos, principalmente no COESVA e no Gentil Paraíso Martins. Nestes locais, tanto alunos que formavam o grêmio, como os diretores nos deram o apoio necessário. Na EMARC, fomos bem recebidos pelos alunos, porém devido à ligação entre os alunos da EMARC com Adailton, que na época era estudante do curso de agronomia da UFRB e que logo depois se candidataria na chapa do PT para ocupar o cargo de vice-prefeito, o diálogo foi bastante complicado, pois Adailton parecia estar mais preocupado com questões políticas do que com a instalação de uma universidade democrática e de qualidade em nossa cidade.
Percebemos que nossa ação na cidade, não agradou nem aos gregos, muito menos aos troianos, simplesmente pelo fato de estarmos preocupados apenas com a implantação da UFRB em Valença, e não com a politicagem que existe na cidade. Os políticos de direita da nossa cidade, historicamente estão a sugar o sangue dos trabalhados, e usarem a máquina pública para benefícios próprios, e sustentar a desigualdade social que existe em nosso município. Porém os políticos de esquerda, e entre eles incluo os membros do PT, pelo menos os intelectuais orgânicos do partido, estão muito mais preocupado com a ascensão política, cargos e verba. Digo isto, pois quando realizei sem ligação partidária, não tivemos apoio de nenhum de seus representantes, exceto de alguns membros da DIREC.
O problema da instalação da UFRB em Valença está para além da doação de um terreno, ou do posicionamento de um político e da vontade da reitoria. Todos estes fatores estão envolvidos, porém eles estão ligados a muitos outros que envolvem desde a participação da sociedade civil, ao jogo político nos âmbitos federais, estaduais e municipais.
Em um dos comentários postados acima, o jovem Raell Costa afirmou ter ouvido da boca do “Magnífico” Reitor da UFRB, que a causa da não instalação da UFRB em nossa cidade, foi a falta de interesses dos prefeitos escolhidos pela população de Valença. O problema caro Raell, é que não podemos colocar a culpa da não vinda da UFRB apenas nos prefeitos, como quer o senhor Reitor. Digo-lhe que esta criatura, depois que assumiu o cargo de Reitor da Universidade, não tem nenhum apego com a verdade. O Reitor da UFRB é uma figura demasiada carismática e que gosta de distorcer a realidade, camuflar os problemas, e conquistar as pessoas pelo viés emocional. Então não acredite de imediato no que o Reitor relata.
Em outros momentos, escutei da boca do Reitor, várias afirmativas sobre a implantação do campus de Valença. Ele chegou a me relatar no início do ano de 2007, que já estava tudo certo e que em 1 mês a UFRB seria implantada na cidade. Duas semanas depois, a mesma pessoa, em uma audiência na câmara de vereadores da cidade da Cachoeira, revelou que devido a uma mudança política do governo federal, não seria mais possível a instalação da UFRB em Valença. Então se levarmos em consideração esta fala do Reitor, não o problema da não instalação da UFRB em nossa cidade não é devido à má vontade dos prefeitos. Porém a má vontade dos prefeitos, e também das secretárias e dos vereadores, ajudou contribui positivamente para o recuo do projeto da instalação da UFRB.
A situação atual é a seguinte: A doação do terreno, não significa que a UFRB possa ser implantada em nossa sociedade. Principalmente porque é necessário que exista uma vontade política nas esferas estaduais e federais, e que principalmente exista uma vontade da UFRB de se instalar em Valença.
Neste último entrave, posso dizer que a vinda da UFRB não para Valença, no momento não é a vontade da UFRB. Todas as forças estão voltadas para implantação do campus na cidade de Santo Amaro. Este mês, participei de duas reuniões no CAHL, cuja pauta principal era a instalação do campus de Santo Amaro. Em uma das reuniões, estiveram presentes quase todos os vereadores de Santo Amaro, e pessoas ligadas à ONGs, e representantes da sociedade civil.
Nestas reuniões, percebemos claramente a vontade de se criar um campus da UFRB em Santo Amaro, enquanto que em Valença era o tempo todo deixada de lado. Existe todo um jogo político que envolve a ida da UFRB para Santo Amaro. E este jogo será benéfico para muitos professores e administradores da UFRB.
Em minha opinião, o campus de Valença só será instalado quando houver uma vontade da própria UFRB em firmar raízes em Valença, e junto a isto, o apoio incondicional dos políticos da cidade. Como conseguir esta façanha? Só a sociedade civil pode se organizando politicamente, isto não quer dizer se ligar à partidos, e sim tomar um posicionamento político e crítico da situação, manifestando e exigindo aquilo que é de direito de todos.
O que falta a cidade de Valença é um movimento pró-UFRB, que atuante, que não esteja submetido aos partidos políticos e a vontade de minorias. Enquanto a sociedade não resolver se manifestar, dificilmente o campus da UFRB será instalado em Valença.
Não estou postando aqui para agradar a ninguém, pois nem Jesus, o único que devo agradar, foi aceito por todos, e até hoje é crucificado por muitos. Coloco aqui apenas meu posicionamento sobre esta novela, que espero terminar com um final feliz para o povo, e somente o povo valenciano.

*Estudante de História da UFRB 8o semestre.

Comentários { 11 }

POVO DO AREAL E CACHA PREGO FELIZES COM RICARDO MOURA

image

Ricardo Moura deu exemplo de cidadania nesse final de semana que passou, juntou-se à presidente da Associação do Areal, Dona Flaviane e ASTRAM, fizeram a limpeza dos canais do Areal e Cacha Prego, já prevendo as chuvas de verão que vêem e deixam aquele povo apreensivo. Ricardo disse que foram três dias de muito trabalho, e que os moradores estavam felizes por essa iniciativa. Ao final do terceiro dia, já no domingo, foi servida uma feijoada para todos.

É isso aí, quando o prefeito não faz temos que tomar a iniciativa e executar o serviço. O que não pode é esperar as coisas acontecerem para depois tomar providências.

Comentários { 12 }